CINM poderá atrair investidores belgas

No entanto é necessário esclarecer primeiro qual será o futuro daquele centro.

O Representante da República para a Madeira, Ireneu Barreto, recebeu esta manhã, no Palácio de São Lourenço, o Embaixador da Bélgica em Lisboa, Jean-Michel Watervillet.

À saída da reunião, que durou cerca de uma hora, o diplomata belga referiu aos jornalistas que a situação económica e financeira da Região e de Portugal foi um dos assuntos abordados.

Questionado se os empresários da Bélgica estão interessados em apostar no Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM), Jean-Michel Watervillet respondeu que sim. No entanto, o diplomata frisou que é necessário esclarecer primeiro qual será o futuro do CINM.

“A primeira coisa é saber exatamente o que vai acontecer antes de se falar em investimento. Porém, não há razão nenhuma para que o investidor belga não se interessar se o produto ou serviço oferecido corresponder ao que ele está à procura”, apontou.

Em relação ao turismo, o embaixador disse que os diplomatas portugueses na Bélgica e os operadores turísticos têm um importante papel de promoção do destino Madeira naquele pais.

Jean-Michel Watervillet considera, ainda, que a aposta nas linhas aéreas ‘low cost’ é essencial para se trazer mais turistas belgas à Madeira. “Linhas regulares não sei se o volume de passageiros o justificaria, agora ‘charters’ sim. Há linhas ‘charter’s’ que saem de cidades como Liége e Charleroi que podem bem rumar diretamente à Madeira, como já o fazem para destinos turísticos da Turquia”, defendeu.

O Embaixador da Bélgica em Lisboa está de visita oficial à Madeira até ao próximo dia 25 de Abril, na sua agenda estão previstos encontros com entidades governativas e associações empresariais. Na sua estada, o diplomata terá ainda oportunidade de assistir ao cortejo alegórico da Festa da Flor.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest