JSD quer mudança na lei eleitoral portuguesa

Para que possa ser criado um círculo para cada região autónomas, de modo a que estes círculos tenham um deputado no Parlamento Europeu.

O líder regional da Juventude Social-Democrata, José Pedro Pereira, defendeu esta tarde uma mudança na lei eleitoral portuguesa. À saída de uma visita ao Centro de Informação Europe Direct da Madeira, que dá apoio aos cidadãos sobre aquilo que é a União Europeia, e no Dia da Europa que se assinala hoje, o presidente da JSD afirmou que “a lei eleitoral portuguesa deve ser revista para que possa ser criado um círculo para a Região Autónoma da Madeira e outro para Região Autónoma dos Açores para que estes círculos tenham um deputado no Parlamento Europeu e que não estejamos dependentes da boa vontade dos partidos”, apontou. Ou seja, José Pedro Pereira considera que se a lei eleitoral fosse alterada “passaríamos a ter um círculo continental com 20 deputados e mais dois círculos um para a Madeira e outro para os Açores, onde cada uma teria direito a eleger um deputado resultante da força política mais votada”.

O líder da “jota” acha que esta seria a maneira mais justa dos cidadãos portugueses da Madeira estarem representados nas instituições europeias. No entanto, José Pedro Pereira deixou claro que a JSD irá procurar junto do europedutado, Nuno Teixeira, que a voz dos jovens das regiões ultra-periféricas, em especial da Madeira, possam ser ouvida mais alto na União Europeia”.

O jovem social-democrata lembrou ainda que a JSD é a única instituição política da Região que está além fronteiras com o núcleo da JSD em Bruxelas que é constituído por cinco membros. José Pedro Pereira adiantou ainda que em breve a JSD terá um núcleo na Roménia, no Brasil, na Venezuela e na África do Sul.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

 

Pin It on Pinterest