Privatização da HF prejudicará serviço público

Vereador da CDU diz que a “lógica do lucro” não permitirá um serviço de qualidade.

A CDU/Madeira manifestou-se, hoje pela manhã, contra a privatização da Horários do Funchal. Artur Andrade, vereador comunista na Câmara Municipal do Funchal, não tem dúvidas que o serviço prestado à população perderá qualidade, uma vez que o interesse dos particulares é maximizar os lucros.

“Este é um serviço essencial para a vida económica da cidade e para a vida dos cidadãos”, mas em vez de uma melhoria das condições do transporte público, fruto dos novos acessos e arruamentos, assiste-se à redução de carreiras.

O dirigente comunista observou que as empresas privadas têm como objetivo uma “lógica de lucro”, daí que esta redução das carreiras, assim como dos trabalhadores, sejam apenas aspetos futuros de uma privatização.

Nesta ação política, no âmbito da campanha “Pensar a Cidade e o Concelho do Funchal”, Artur Andrade disse ainda que os cidadãos não podem pagar os erros da governação jardinista. As empresas públicas, essenciais para o desenvolvimento social e económico das cidades, não podem ser privatizadas à toa.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest