Plano de resgate da Madeira “não tem pernas para andar”

Carlos Pereira insiste numa reestruturação do Plano de Ajustamento Económico e Financeiro da Região.

A afirmação é do líder da bancada parlamentar socialista, Carlos Pereira, e foi proferida esta manhã na abertura das Jornadas Parlamentares do PS/Madeira que arrancaram hoje no Hotel CS/Madeira. O deputado socialista está convicto de que a Região não consegue cumprir o Plano de Ajustamento Económico e Financeiro tal como ele está, “não conseguimos pagar esta dívida tal como está equacionada e as condicionalidades que estão por trás desta dívida estão a matar a economia e a sociedade madeirense”, declarou, advertindo para o facto de a Região ter de mudar o rumo das coisas.

“Isto não pode continuar assim, basta olhar para a rua e ver como é que as pessoas estão. É preciso entender a realidade e mudar de rumo, é preciso outra solução e sobretudo é preciso que as pessoas percebam que há outros caminhos contrariamente aquilo que eventualmente temos vindo a ouvir”, assentiu.

Uma opinião que foi corroborada pelo docente Ricardo Cabral, professor de Economia da Universidade da Madeira, e um dos convidados destas jornadas. O professor até apresentou uma solução para sairmos da dívida, “seria necessário uma reestruturação na estrutural fiscal de forma a melhorar um pouco a balança comercial, uma reestruturação da dívida do país que resultaria numa redução do desequilibro da balança de rendimentos e portanto o país seria capaz de se auto financiar a si próprio não necessitaria de ajuda externa, seria capaz de financiar o investimento e o défice orçamental que não seria défice orçamental seria passaria a um excedente orçamental se a reestruturação for de dimensão suficiente”, observou. As Jornadas Parlamentares do PS/Madeira termina amanhã com o presidente do partido, Victor Freitas, a encerrar os trabalhos.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”][fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest