Índice de Preços no Consumidor situou-se em -0,4%

Já o índice relativo aos produtos energéticos voltou a apresentar uma taxa de variação homóloga.

consumidorEm janeiro de 2015, a taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor situou-se em -0,4%, valor igual ao registado no mês anterior. O indicador de inflação subjacente (IPC excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) apresentou uma taxa de variação homóloga de 0,3% (valor igual ao do mês anterior).

Já o índice relativo aos produtos energéticos voltou a apresentar uma taxa de variação homóloga muito negativa em janeiro de 2015, passando de -6,6% em dezembro de 2014 para -8,0%. O agregado relativo aos produtos alimentares não transformados registou uma variação homóloga de 0,1% em janeiro (-0,4% em dezembro de 2014).

Nas classes com contribuições negativas para a variação homóloga do IPC salienta-se a dos Transportes (classe 7), com uma variação homóloga de -4,2% (-4,4% no mês anterior), influenciada em grande medida pelo sub-subgrupo dos Combustíveis e lubrificantes para equipamento para transporte pessoal. São ainda de referir os contributos negativos das classes do Vestuário e calçado (classe 3), com uma variação homóloga de -1,5% (-1,8 em dezembro de 2014) e do Lazer, recreação e cultura (classe 9), com uma variação homóloga de -1,3% em janeiro (-1,2% no mês anterior).

A classe com maior contribuição positiva para a variação homóloga do IPC foi a dos Restaurantes e hotéis (classe 11), com uma variação homóloga de 1,3% (0,3 p.p. inferior à do mês anterior), seguida da classe das Bebidas alcoólicas e tabaco (classe 2), com uma variação homóloga de 3,1% (variação igual à do mês anterior).

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest