IMI representou metade das receitas fiscais da região Norte

O Imposto Municipal sobre Imóveis representou metade das receitas fiscais conseguidas pelos municípios da região Norte em 2015, tendo estas, juntamente com as transferências do Estado, pesado mais de 74% do financiamento, revelam dados do “Norte Estrutura”.

“Nos dois últimos anos, 2014 e 2015, as receitas fiscais tiveram uma importância acrescida face aos anos anteriores, situação que ficou a dever-se sobretudo ao reforço do peso relativo do IMI, que passou a assegurar cerca de metade das receitas fiscais dos municípios do Norte de Portugal”, lê-se no comunicado da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N).

O novo separador do relatório trimestral “Norte Conjuntura”, lançado pela CCDR-N, indica ainda, segundo a Lusa, que cerca de 74,3% dos quase 2,5 mil milhões de euros do financiamento conseguido em 2015 pelos municípios do Norte resultaram de transferências da administração central e de receitas fiscais.

As receitas de IMI corresponderam, em 2015, a metade (49,6%) dos 862 milhões de euros de receitas fiscais conseguidas pelos municípios.

Pin It on Pinterest