Madeira continua em alerta devido ao mau tempo

O Serviço Regional de Proteção Civil (SRPC) da Madeira difundiu hoje um alerta para a ocorrência de condições meteorológicas adversas no arquipélago – precipitação, vento e agitação marítima – a vigorar até domingo.

As más condições atmosféricas apontavam para o início da noite de hoje e prolongar-se até ao fim da manhã de domingo, devido à aproximação e passagem de superfície frontal fria durante a manhã de sexta-feira e à aproximação e passagem de depressão secundária, a norte do arquipélago da Madeira, entre a noite de sexta-feira e a manhã de domingo.

Recomendações à população:

Face a estas adversidades, o SRPC enumera várias medidas de autoproteção, nomeadamente para a chuva forte estar atento aos avisos e recomendações das autoridades competentes, mantendo-se informado do evoluir da situação.

Em caso de inundação no interior da casa por excesso de chuva, devem ser contactados os bombeiros locais e/ou o Serviço Municipal de Proteção Civil do concelho.

Para quem conduz, é aconselhado reduzir a velocidade, conduzindo com precaução devido a possíveis congestionamentos de tráfego e ter atenção aos lençóis de água que podem formar-se.

É ainda recomendado não conduzir ou estacionar em zonas propícias a inundações, ter em atenção as estradas cortadas ou condicionadas ao trânsito e evitar a aproximação de ribeiras e cursos de água, que pelo seu caudal se podem tornar perigosos.

Para o vento forte, o SRPC recomenda fechar portas e janelas e retirar os objetos soltos que se encontrem nas varandas e peitoris das janelas; sempre que possível, evitar as viagens para as zonas afetadas por este tipo de situação meteorológica; não circular por zonas com prédios degradados, devido ao risco de derrocadas; prestar atenção às estruturas montadas (andaimes, toldos, tendas, telhados), que poderão ser afetadas por rajadas mais fortes de vento, bem como a uma possível queda de árvores.

Em caso de agitação marítima, o SRPC recomenda evitar circular nas zonas costeiras (falésias, escarpas, vias marginais, passeios marítimos, praias) e, nas zonas em risco de erosão costeira, pede atenção à eventual afetação de edifícios (habitações, estabelecimentos comerciais, apoios de praia), localizados junto à costa ou próximo de praias.

O SRPC pede ainda à população para estar atenta às indicações da Autoridade Marítima, Proteção Civil e Forças de Segurança e às informações da meteorologia.

 

Pin It on Pinterest