Rede de Bibliotecas Escolares debate Era Digital

Decorreu ontem, no Auditório da Culturgest, mais um Encontro da RBEL – Rede de Bibliotecas Escolares de Lisboa, iniciativa que reuniu cerca de 130 participantes, na sua maioria professores bibliotecários, entre outros educadores. O encontro contou com a presença de Catarina Albergaria, responsável pelo pelouro da Educação da Câmara Municipal de Lisboa, e Manuela Pargana Silva, coordenadora nacional da Rede de Bibliotecas escolares.

“A biblioteca nas escolas funciona como um núcleo de organização pedagógica e é um importante recurso afeto às atividades de ensino”, afirmou Catarina Albergaria, lembrando que este novo conceito de biblioteca se enquadra num processo gradual de mudança na escola. Favorecendo a afirmação de novos paradigmas e modalidades de ação educativa, constitui um processo aberto com soluções, ritmos e etapas diversas, sempre adaptados à realidade da rede da escola. Uma área importante para a promoção do sucesso escolar e em que a Câmara de Lisboa aposta, disse ainda a vereadora.

Neste quinto encontro foi abordado o tema “era digital” no contexto escolar de forma geral e, em particular, nas bibliotecas escolares: Ler.Formar.Informar_A Era Digit@l, conceito que foi abordado por três especialistas nesta área. Partilhar experiências e conhecimento nesta matéria foi a tónica do encontro, abordando questões que o paradigma digital coloca relativamente à escola e aos jovens hoje em dia.

As apresentações “Livro Digital sobre Lisboa” e “Publicidade na Era Digital” foram seguidas de um debate, moderado por Paulo Agostinho, diretor do Departamento de Educação da CML. Um segundo painel, moderado por Susana Silvestre, da rede de Bibliotecas da autarquia, incidiu sobre a era digital nas escolas.

Manuel Veiga, diretor Municipal de Cultura da CML, e Francisco Neves, delegado Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo, encerraram os trabalhos.

Pin It on Pinterest