Estudantes protestam contra preço das viagens aéreas entre o Continente e a Madeira

Estamos fartos de mentiras”. É assim que Pedro Calaça, estudante de Direito em Lisboa, explica a campanha lançada por um conjunto de estudantes universitários deslocados denominada “#paudeponcha” e que foca o problema que o preço das viagens aéreas entre o Continente e a Região nesta época continua a representar para muitos jovens madeirenses.
Pedro Calaça, porta-voz do grupo de 10 jovens que viajaram este Domingo entre Lisboa e o Funchal com as t-shirts da campanha, diz que a mensagem que pretendem transmitir é que “em 2015 o Governo Regional apresentou aquilo a que chamou de ‘um céu de oportunidades’, mas a verdade é que o que temos são viagens caríssimas e, mais uma vez, estudantes fora no Natal. A hora de dizer ‘basta’ já passou, porque isso não tem feito diferença na vida dos nossos colegas que mais uma vez se vêem impedidos de vir a casa no Natal e na passagem de ano porque não têm 300, 400, 500 euros para adiantar por uma viagem aérea. Os estudantes, as suas famílias e os madeirenses em geral já estão chocados com o que acontece todos os anos e a nossa mensagem pretende chocar igualmente os nossos governantes, que parece que vivem fora da realidade, e por isso é que desta vez, já que estamos numa época tradicional de consumo de poncha, decidimos mandá-los para o pau de poncha”.
Pedro Calaça diz ainda que “a ideia surgiu entre um grupo de jovens estudantes socialistas, cresceu, estendeu-se a outras pessoas e o objectivo agora é continuar a passar a mensagem no fim-de-semana do fim-do-ano, onde muitos estudantes vão, mais uma vez, voltar para o Continente antes do tempo por causa do preço das viagens aéreas”.

Pin It on Pinterest