Governo dos Açores prioriza respostas sociais dirigidas à infância e juventude

A Secretária Regional da Solidariedade Social revelou, em São Miguel, que o Governo dos Açores tem em curso investimentos na ordem dos 13 milhões de euros que abrangem um universo de quase 800 crianças e jovens em várias ilhas do arquipélago.

Andreia Cardoso, que falava quarta-feira na Lagoa, à margem de uma visita às obras de construção da Creche de Água de Pau, destacou o “considerável investimento que tem sido feito nesta área, não apenas em infraestruturas, mas também na qualificação dos serviços e dos recursos humanos”.

Para Andreia Cardoso, este investimento “não deixa dúvidas de que o Governo dos Açores está apostado em criar as melhores condições para o desenvolvimento harmonioso das crianças e jovens da Região”.

Além da preocupação com as condições disponibilizadas aos utentes destas respostas, a Secretária Regional recordou que um dos objetivos é também promover condições de conciliação das vidas profissional e familiar dos pais dos Açores.

“Quando começámos a trabalhar, estabelecemos como um dos nossos principais objetivos a reforma das estruturas de apoio social no sentido de as ajustar às necessidades das famílias de hoje”, referiu a titular da pasta da Solidariedade Social.

Andreia Cardoso salientou que “um dos principais desafios é apoiar os pais na constituição das suas jovens famílias e na procura pelo equilíbrio entre a vida familiar e a vida profissional”, sendo que a abordagem tem sido no sentido de “proporcionar às famílias mais ajudas, independentemente das suas escolhas, quer trabalhem a tempo inteiro, a meio tempo ou fiquem em casa com os seus filhos”.

Nesse sentido, foi recentemente regulamentada a atividade de ama, o que veio contribuir para o objetivo delineado de qualificar e diversificar as respostas existentes, indo ao encontro daquelas que são as necessidades das crianças e das famílias.

A comparticipação familiar mensal pelo usufruto destas respostas sociais é calculada em função dos rendimentos disponíveis da família e reduzida nas mensalidades para os segundos e terceiros filhos integrados na rede regional de respostas sociais, nomeadamente ao nível da frequência de creche, jardim-de-infância, centro de atividades de tempos livres e amas.

A atividade de ama é uma resposta social alternativa às creches, com o objetivo de apoiar as famílias no acolhimento das crianças, em ambiente familiar, com as devidas condições ao seu desenvolvimento integral.

As amas integram até quatro crianças com idades entre o fim da Licença de Parentalidade e os três anos.

“Todo o investimento que o Governo dos Açores tem feito na Rede Regional de Equipamentos Sociais, neste caso particular na área da infância, tem proporcionado alternativas reais às famílias e continuaremos, sem sombra de dúvida, a fazer mais”, assegurou Andreia Cardoso.

A obra visitada pela Secretária Regional envolve um investimento de cerca de 1,2 milhões de euros e visa a construção de uma creche com capacidade para 42 crianças.

A futura creche, frisou Andreia Cardoso, “assumirá uma importância significativa, uma vez que a freguesia de Água de Pau não possui nenhum estabelecimento desta natureza, criando-se assim, uma resposta social relevante ao nível do concelho da Lagoa”.

Pin It on Pinterest