É importante visitar o Médico Dentista durante a gravidez

Visitar o Médico Dentista durante a gravidez é fundamental para manter a saúde oral da mamã e assim favorecer a boa saúde oral do bebé. Durante a consulta o Médico Dentista prepara a mãe de forma a lidar e cuidar da saúde oral do bebé desde o nascimento. O aconselhamento antecipado permite incutir hábitos saudáveis que se manterão para o resto da vida e evita os hábitos prejudiciais à saúde oral do bebé.

O ideal será marcar uma consulta com o seu Médico Dentista assim que começar a planear ser mamã e o informe desta sua decisão, para assim o seu dentista realizar uma observação clínica e despistar focos de infeção que poderão agudizar e dar dor de dentes durante a gravidez. É importante que todos os dentes estejam tratados, pois desta forma é minimizada a possibilidade de existir dor de dentes na gravidez, e devido ao facto de haver restrições medicamentosas a situação complica-se quando há presença de infeção dentária, sendo impossível adiar o tratamento. Embora a literatura diga que os tratamentos dentários na grávida não são prejudiciais, o ideal é minimizar estes tratamentos durante este período atuando de forma preventiva, evitando assim momentos de ansiedade, que estes sim, podem ser prejudiciais para a saúde de ambos (mãe e bebé). Um outro aspeto fundamental é a obtenção de uma situação de saúde periodontal (das gengivas e restante sistema de suporte dos dentes nos maxilares). A inflamação gengival prévia à gravidez faz com que esta se torne mais exuberante durante os meses de gestação, devido às alterações hormonais que acontecem após o segundo mês de gestação. No entanto, é importante deixar claro que a gravidez não causa inflamação das gengivas: a causa é a placa bacteriana entre as gengivas e os dentes.

Por outro lado, as doenças periodontais são doenças inflamatórias cronicas, que não apenas colocam em risco os dentes como são um factor de risco para outras doenças gerais; para além disso a periodontite (a forma mais grave das doenças das gengivas) não tratada pode interferir com o bom curso da gravidez. Hoje sabemos que a doença periodontal não tratada pode levar a mãe a entrar em trabalho de parto mais cedo, fazendo com que o bebé nasça prematuramente e com baixo peso.

Se já estiver grávida e tiver dentes cariados ou doença periodontal, não deve deixar de proceder ao necessário tratamento.

Durante a gestação do bebé é importante manter as visitas ao seu Médico Dentista mesmo que não tenha nenhum tratamento a efetuar, pois poderá haver necessidade de realizar uma consulta de monitorização: que consiste em avaliar a saúde dos dentes e gengivas, correções na técnica de higiene oral, destartarização (“limpeza dos dentes”) e polimento de todas as superfícies dentárias.

O dito popular “A CADA GRAVIDEZ SE PERDE UM DENTE” é apenas um mito!

Então vamos lá esclarecer alguns mitos:

A gravidez não enfraquece os dentes.

– A gravidez por si só não aumenta a incidência de cárie dentária.

– A gravidez não enfraquece os dentes porque o “cálcio dos dentes da mãe vai todo para o bebé” – o cálcio dos dentes do bébé não vem dos dentes da mãe

– A gravidez não provoca inflamação das gengivas – apenas torna a doença mais evidente

Então porquê que em alguns casos a grávida sofre problemas gengivais ou dentários?

Por diversos fatores que passo a indicar:

Alterações hormonais – Aumentam os sinais e sintomas dos problemas pré-existentes.

Salivação – A sua produção pode diminuir e consequentemente aumentar a proliferação dos microrganismos. Evite colutórios com álcool.

Alimentação – Devido à diminuição do intervalo entre as refeições.

Náuseas – Muitas vezes há uma diminuição das escovagens para evitar o vómito.

Vómitos – Deixam a cavidade oral em meio ácido e por esta razão os dentes ficam mais suscetíveis à cavitação das bactérias. Evite escovar os dentes logo após vomitar, bocheche com soluções de bicarbonato de sódio ou tome um copo de água e aguarde uns 30 minutos para escovar os dentes.

Saiba ainda que o melhor período para realizar tratamentos dentários é entre o 2º trimestre e o inicio do 3º trimestre da gravidez, e as consultas deverão ser, idealmente, de pouca duração.

Tatiana Abreu
Médica Dentista na Pateodente – Clínica de Medicina Dentária
tatianaabreumd@gmail.com

Pin It on Pinterest