Mercado dos Lavradores em promoção na Praça do Município

A Câmara Municipal do Funchal comemora o 77º aniversário do Mercado dos Lavradores com a 3ª edição do “Mercado sai à Rua”, uma iniciativa dinamizada pela Divisão de Mercados, do Departamento de Economia e Cultura da CMF, e que consiste numa mostra em plena Praça do Município, em frente aos Paços do Concelho, que reúne cerca de uma dezena de comerciantes e parceiros, “na promoção do nosso Mercado, dos produtos regionais e de todos aqueles que os vendem e que são uma das faces por excelência da nossa cidade”, explicou Paulo Cafôfo, na sessão de abertura desta manhã. Esta é a 3ª edição de um evento que foi introduzido pelo atual Executivo, no âmbito da Estratégia de Revitalização dos Mercados Municipais, a qual tem tido, de resto, “impactos evidentes quer nos Lavradores, quer na Penteada, e é uma iniciativa que pretende, ao mesmo tempo, estimular a nossa economia local e dinamizar o espaço público”, reforçou o Presidente.

O “Mercado sai à Rua” até sexta-feira, dia 24 de novembro, das 9h às 18h. Paulo Cafôfo convida, por isso, “todos os madeirenses a não perderem esta oportunidade de passar pela Praça do Município, porque se o Mercado dos Lavradores é um ponto de referência para os turistas, também o deve ser para todos os madeirenses, daí a nossa aposta em iniciativas de promoção como estas.” O Presidente lembrou que “a Câmara Municipal do Funchal tem investido fortemente na revitalização do Mercado, através do melhoramento das infraestruturas, da requalificação da oferta, com captação de novos segmentos de consumidores através de novas formas de negócio, mas sem nunca perder a identidade, e de um prolífico calendário de eventos, que tem contado com o envolvimento dos mais diversos parceiros, e que mudou a face do Mercado, aproximando-o cada vez mais dos residentes, como assistimos aqui hoje mais uma vez.”

Paulo Cafôfo aproveitou, por fim, a ocasião para anunciar novidades em relação à Praça do Município, com a retirada dos estacionamentos e com o fim da circulação automóvel a contornar a praça, com saída para a Rua 31 de Janeiro (mantendo-se apenas em frente à Igreja do Colégio, em direcção à Rua das Pretas e à Avenida Zarco). “Esta é a praça mais bonita da cidade, um espaço que temos valorizado muito ao longo dos últimos anos, e que agora vamos tornar definitivamente num espaço de convívio e de contemplação, inteiramente vocacionado para as pessoas. A Praça do Município deixará de ser um local de passagem, para ser um local de paragem, com vida e atracções”, concluiu.

Pin It on Pinterest