Unidade da Europa fortalece-se na convergência económica e social

O Primeiro-Ministro António Costa sublinhou que «a unidade da Europa fortalece-se na convergência: na convergência económica, mas também na convergência social», na abertura da conferência «Opening up to na era of social innovation», em Lisboa.

Na abertura intervieram também a Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, e os Comissários europeus Marianne Thyssen e Carlos Moedas, responsáveis respetivamente pelos direitos sociais e pela investigação e inovação.

Hoje, «sabemos bem que uma estratégia de competitividade assente no dumping social, fiscal e ambiental é um fator de empobrecimento coletivo da nossa capacidade económica e, sobretudo, mina a coesão das nossas sociedades», afirmou o Primeiro-Ministro.

«Pelo contrário, é apostando cada vez mais no reforço da coesão, em capacitar todos para poderem participar ativamente na construção da sociedade, que nós podemos dar força à convergência e reforçar a União Europeia».

António Costa destacou que «reforçar o pilar social da UE é, no fundo, reforçar aquilo que tem garantido, ao longo destes 70 anos, o que de mais precioso a Europa conseguiu: ser um continente de paz, de liberdade e de prosperidade partilhada».


PUB