PAN apela aos madeirenses para abdicarem da carne

O PAN apelou hoje aos madeirenses para que abdiquem de consumir carne pelo menos um dia por semana.

“O PAN gostaria de sugerir a todas as famílias madeirenses que abdiquem por um dia na semana, por exemplo às sextas-feiras, do consumo de qualquer produto animal, ou que pelo menos deixem de consumir a carne neste dia”, defende o partido em comunicado distribuído a propósito do Dia Mundial da Alimentação.

O partido lembra que o gado “necessita de 100 quilos de cereais para sintetizar meros um quilo de carne” e que são precisas “quatro vezes mais áreas de pasto a fim de se atender às necessidades da indústria pecuária do que para a colheita dos géneros vegetais de mesmo valor nutricional”.

Recorda ainda que “a indústria pecuária exerce atualmente uma colossal responsabilidade nas emissões de metano e também consome mais do que metade de toda a produção mundial de cereais”.

O PAN critica a produção dos produtos transgénicos e a “corrida mundial à produção dos biocombustíveis”.

“Neste dia 16 de outubro, quando a alimentação está a ser discutida internacionalmente, é preciso a nossa Região Autónoma da Madeira também ponderar que cerca de 30 por cento da população mundial é vítima da subnutrição”, refere o PAN.

Realça ainda que “todos os dias 6 mil crianças morrem sem acesso a água potável”, que “até 2015, 420 milhões de pessoas, mundialmente, irão viver abaixo da linha da miséria absoluta” e que “o flagelo da fome afeta 777 milhões de pessoas nas nações em desenvolvimento, 27 milhões em nações em fase de transição e também 11 milhões nos países desenvolvidos”.

“Infelizmente 60 por cento de toda a produção mundial de alimentos é desperdiçada devido às perdas dentro da cadeia trófica”, refere.

Nas eleições legislativas regionais de 9 de outubro, o PAN elegeu pela primeira vez, em Portugal, um deputado.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest