Mais poderes autonómicos?

No seu discurso de tomada de posse, presunçosamente longo mas, como se previa, de um absoluto vazio de novidade ou esperança, o presidente do Governo Regional reivindicou mais poderes para a Madeira.

Quem sabe que a Região vive com extremas dificuldades financeiras e com uma dívida a asfixiar a atual mas sobretudo as futuras gerações perguntará se este caminho nos levará a lugar satisfatório.

Quem está farto de ouvir gritar pela Autonomia quando se quer manter privilégios legalizados pelo Estatuto Político-Administrativo percebe a pérfida demagogia da invocação. À sombra deste estatuto, acumulam-se vencimentos e reformas, ganham-se pensões vitalícias, compatibilizam-se negócios e crescem riquezas obscenas.

Todos entendem como a Autonomia servirá para as estruturas regionais dos partidos sorverem ainda mais meios financeiros ao erário público, que não é mais do que o conjunto das verbas que retiram em desmesura dos bolsos dos contribuintes.

A Autonomia não serviu para impedir que os trabalhadores madeirenses venham a perder cerca de metade do seu Subsídio de Natal deste ano; a Autonomia não anulará a perda da totalidade desse 13º mês e do Subsídio de Férias dos funcionários públicos e reformados madeirenses; a Autonomia não tem salvado (o que é ainda pior) milhares de madeirenses do desemprego e do empobrecimento crescente.

Se pensarmos que todos os impostos dos madeirenses ficam na Região (a não ser o Imposto Extraordinário sobre o Subsídio de Natal, sem se perceber porquê), verificamos que afinal todos os sacrifícios acumulados estarão ao dispor do Poder regional, que, pelo que se percebeu do discurso do eternizado presidente, se dispõe a realizar políticas semelhantes, sob o escudo autonómico.

Entre a assistência ao ato de posse, alguns empresários de sucesso, quase todos ocupando cargos em clubes desportivos ou nas cadeiras políticas, davam entrevistas, satisfeitos. Vá lá, sempre há-de servir para alguma coisa, esta Autonomia.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest