Aeroporto da Madeira não escapa à greve

Passageiros foram advertidos com antecedência. Único voo Funchal/Lisboa sai às 19h50.

O Aeroporto Internacional da Madeira sente bem os efeitos da Greve Geral de hoje, convocada pelas centrais sindicais CGTP e UGT. Em causa as medidas de austeridade e os cortes salariais e nos subsídios de Natal e Férias que o Governo da República pretende implementar.

Por lá, os funcionários, ainda que a maioria marque presença, pouco ou nada podem fazer. Balcões de embarque vazios, sobretudo numa quinta-feira, são verdadeiramente de estranhar. Milhares de turistas e madeirenses estão a ser afectados nas suas viagens, nas suas actividades programadas, e nos voos de ligação a outros destinos.

Mas, contrariamente a outras ocasiões, os corredores e as zonas de restauração também se encontram praticamente vazios. Em declarações ao Cidade Net, um dos funcionários do Aeroporto da Madeira explica que a companhia aérea TAP e várias agências de viagens avisaram os passageiros com a devida antecedência. “Caso contrário isto seria um caos”.

Hoje, para além de um voo para o Porto Santo, segue um voo para Lisboa às 19h50. Em relação aos restantes passageiros, as viagens foram remarcadas para o decurso da semana. Amanhã, apesar de ser esperado um maior movimento, a administração do Aeroporto espera que a situação fique regularizada.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pin It on Pinterest