Roubo de cobre está a aumentar em Portugal

Prejuízos ascendem já a dezenas de milhares de euros. O alerta partiu do eurodeputado Nuno Melo.

O roubo do cobre está a aumentar cada vez mais em Portugal e os prejuízos ascendem, já, a dezenas de milhares de euros.

Num requerimento apresentado à Comissão Europeia (CE) o eurodeputado do CDS-PP, Nuno Melo, dá como exemplo a EDP, que desde 2008 já contabiliza perdas no valor de 24 milhões de euros.

O documento pretende saber ainda se a CE pretende fixar regras para o comércio e para certificação na venda deste produto na União Europeia, uma vez que o cobre é um produto muito apetecível devido aos elevados preços que atinge no mercado internacional.

A Comissão, em resposta ao eurodeputado, diz que este tipo de crimes já está reconhecido por ser cometido pelos chamados “grupos criminosos móveis (itinerantes)”, e que foram identificados como uma das oito prioridades a serem combatidas no âmbito da criminalidade internacional grave.

Uma das soluções poderá ser a adoção um sistema de certificação de produto, assim como organizar campanhas de sensibilização dirigidas a sucateiros e respetivas associações de profissionais, mediante a introdução do princípio “conheça a identidade do seu cliente” sempre que o cobre é comprado ou vendido.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest