João Rodrigues de olhos postos na qualificação Olímpica

João Rodrigues entra em acção esta segunda-feira, 12 de Dezembro, nos Mundiais da Austrália.

Com o objetivo de garantir a qualificação para os Jogos Olímpicos de Londres 2012, o velejador madeirense garante estar preparado para levar Portugal ao palco por excelência do desporto mundial.

Venho em primeiro lugar com a firme intenção de qualificar o país para os Jogos de Londres 2012. Para tal, terei de me qualificar necessariamente para pelo menos a frota de ouro. Como segundo objetivo, gostaria de participar na regata das medalhas, reservada aos dez primeiros da qualificação após cinco dias de competição. As semanas que passei aqui em Fremantle (Perth fica um pouco mais para o interior pelo que as regatas são realizadas em Fremantle, uma pequena cidade costeira) serviram para estudar o campo de regatas e adaptar-me ao mesmo. Para isso, o evento que disputei logo na primeira semana foi fulcral, onde terminei em oitavo”, aponta João Rodrigues.

O velejador português testou o melhor equipamento para se adaptar mais facilmente às características da prova que vai enfrentar. Apesar das limitações, João Rodrigues diz-se “razoavelmente bem servido” pelo andamento que tem demonstrado mas reconhece que em certas condições, nomeadamente o vento forte, “alguns velejadores estão um passo à frente”.

No Campeonato do Mundo de Prancha RS:X (Windsurf) estão inscritos 97 velejadores que disputam neste evento o título de campeão do mundial 2011 e uma das 26 vagas disponíveis para os Jogos Olímpicos de Londres 2012. A tarefa não será fácil para nenhum dos atletas num campo de regatas especial.

É incrivelmente perto de terra, pelo que as ondas são muito desencontradas, o que constituirá certamente um desafio interessante para conseguir passar por cima delas sem perder velocidade. Em contrapartida, esta é uma fantástica oportunidade de mostrar ao mundo o quão espetacular é o windsurf, já que estaremos quase sempre a competir no “court” central!.”

Esta é a 18.ª vez que João Rodrigues representa Portugal em campeonatos do mundo, sendo este o 16.º em que participa como sénior.

No primeiro mundial, em 1988, foi ainda como júnior e um outro foi já como master, no mundial de Raceboard de 2009. Os restantes 16 foram sempre em seniores e em classes Olímpicas, desde a Lechner – campanha para Barcelona 92 – passando pela Mistral One Design – Atlanta 96, Sydney 2000 e Atenas 2004 – e finalmente a RS:X – Pequim 2008”, explica o velejador madeirense de 40 anos ao mesmo tempo que recorda o seu melhor resultado: “Aconteceu muito cedo, em 1995, na África do Sul, quando efectivamente acabei por vencer esse evento. Já visitei os restantes lugares do pódio – terceiro em 1998, em Brest (França) e segundo em 2008, na cidade de Auckland (Nova Zelândia) – e também saboreei alguns amargos quartos lugares – um aqui em Perth (1997) e outro em Cádiz (2003) e finalmente em Cascais (2007).”

Em Perth, tal como nos 16 últimos mundiais em que João Rodrigues participou, o velejador madeirense é acompanhado pelo seu treinador José Gouveia.

Pin It on Pinterest