Tarefas domésticas sem dores nas costas

Terminada a época festiva, muitas pessoas aproveitam para realizar limpezas em casa.

Assim, e a pensar no início de um novo ano, a campanha Olhe Pelas suas Costas deixa alguns conselhos para prevenir dores nas costas. Com efeito, “é possível evitar esforços desnecessários que prejudicam a coluna vertebral através da alteração de pequenos gestos durante a realização das tarefas domésticas”, aconselha o neurocirurgião Paulo Pereira, coordenador nacional da campanha Olhe pelas Suas Costas.

Por exemplo, ao desmontar a árvore de Natal, sempre que necessite de se baixar dobre os joelhos e mantenha as costas direitas. Se ficar de pé parado por longos períodos apoie alternadamente um dos pés sobre um pequeno degrau e faça intervalos de dez em dez minutos.

Se tiver que agarrar objetos que estejam num sítio alto, suba para um banco ou escada para alcançá-los, evitando esforçar a coluna. Por outro lado, se tiver que erguer objetos, apoie-se num joelho, com o outro pé firme no chão, o mais perto possível do objeto a ser levantado. Faça força com as pernas, não com as costas, e mantenha o objeto próximo do seu corpo.

Caso seja necessário carregar objetos pesados, lembre-se que empurrar é mais fácil que puxar. Use os braços e pernas para iniciar o impulso. Se precisar de levantar algo pesado, peça ajuda.

Ao varrer ou utilizar o aspirador, mantenha a coluna direita e os joelhos levemente fletidos, de modo a que não seja necessário dobrar-se. Coloque sempre um pé ligeiramente à frente do outro. Ao engomar roupa, coloque um dos pés sob um banco (com menos de 10cm) e o outro no chão e vá alternando os pés. A altura da tábua de engomar deve ser suficiente para o corpo não ficar curvado ou com os braços muito levantados. Faça uma pausa de dez em dez minutos.

Se for às compras, divida o peso por vários sacos. Dois volumes pequenos, um de cada lado, são mais fáceis de carregar do que um grande.

Um estudo recente indica que sete em cada dez pessoas sofrem de dores nas costas, ou mais precisamente, 72,4 por cento da população portuguesa. No entanto, quase metade dos portugueses admite nunca ter ouvido falar de doenças relacionadas com as dores nas costas.

Para mais informações consulte o website: www.olhepelassuascostas.com.

Pin It on Pinterest