MPT ‘atira culpas’ ao governo

O MPT acusou o Governo Regional de ser ‘o grande responsável’ pela suspensão da comparticipação dos medicamentos.

A comissão executiva do MPT, reunida ontem à noite, manifestou preocupação e protesto relativamente aos aumentos anunciados para 2012.

Na opinião de Roberto Vieira, os referidos aumentos são da responsabilidade do Governo Regional e do Governo da República. “Falo concretamente dos transportes, que a partir de Fevereiro sofrem aumentos na ordem dos 50%, bem como dos bens de primeiros necessidade”, apontou.

O deputado do MPT também mostrou o seu descontentamento pela suspensão da comparticipação dos medicamentos, frisando que o Governo Regional é o “grande responsável” por esta situação.

O governo nunca deveria ter deixado esta situação chegar onde chegou. Estamos a falar da saúde dos madeirenses. Com a saúde não se brinca, muito menos daqueles que são mais carenciados”, afirmou Roberto Vieira, acrescentando que o executivo regional deve procurar resolver esta situação o mais breve possível.

Paralelamente, o deputado do MPT “classificou de imoral a chantagem feita” pelos responsáveis pela Associação Nacional de Farmácias (ANF), que durante anos “ganharam fortunas à custa do erário público regional”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest