Cultura e lazer em perfeita simbiose (VÍDEO)

A revitalização da zona velha veio dar uma nova dinâmica à cidade do Funchal.

Os próprios comerciantes são os primeiros a aplaudir a iniciativa, realçando que a mesma tem feito aumentar o número de pessoas naquela zona histórica do Funchal.

Das várias iniciativas levadas a cabo destacam-se, por exemplo, as pinturas nas portas da Rua de Santa Maria Maior. Com efeito, são muitos os turistas e madeirenses que se deslocam ao local para fotografar ou ver de perto as pinturas, as quais englobam os mais variados temas.

O Festival do Atum ou o ON fusion art by Porto Bay, já na sua 3ª edição, são outros dos muitos bons exemplos de dinamização da zona velha.

Os comerciantes também referem que o facto da Rua de Santa Maria ter sido encerrada ao trânsito automóvel foi uma mais-valia, uma vez que permitiu a instalação de esplanadas, “algo que fazia falta na zona”.

Desta forma, a revitalização daquela zona histórica poderá ser um maneira de contornar a tão propalada crise, uma vez que tem atraído um elevado número de turistas estrangeiros. No local, a cultura e o divertimento entrelaçam-se de uma forma perfeita.

Diga-se, ainda, que a zona em questão tem uma multiplicidade de estabelecimentos, onde se incluem restaurantes, pubs, bares, cabeleireiro, venda de frutas, entre outros. É caso para se dizer que a zona velha “está on” 24 horas por dia.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest