PTP compara Jardim ao comandante do “Costa Concórdia” (VÍDEO)

PTP faz fotomontagem do navio “Concórdia” e coloca cartazes no aterro do Funchal.

 

O grupo parlamentar do PTP/Madeira realizou esta manhã uma ação política no aterro do Funchal onde colocou dois cartazes de uma fotomontagem do navio “Costa Concórdia” no placar do projeto do aterro.

Com esta acção José Manuel Coelho quis denunciar o projeto do cais acostável previsto para aquela zona e o facto do assunto ter caído no esquecimento .

Coelho aproveitou a ocasião para comparar Alberto João Jardim ao comandante do “Costa Concórdia” Francesco Schettino, que numa situação de alto risco disse aos passageiros que estava tudo bem.“O dr. Jardim quis livrar a água do capote e fez como o comandante do navio que disse às pessoas que regressassem aos camarotes que estava tudo bem. Assim fez Jardim criou este atentado ambiental, este crime contra o turismo que foi o depósito massivo de inertes do 20 de Fevereiro aqui nesta zona e abandonou o barco”, criticou.

O parlamentar do Partido Trabalhista acusou Jardim de se remeter ao “mutismo total e querer fazer passar a ideia que está tudo bem e que está tudo sob controle, que o caso está a ser estudado e que vai ser equacionada uma solução satisfatória para o problema”. Coelho desmente o presidente do executivo e garante que os inertes a pouco e pouco vão deslocar-se para a baía e vai haver encalhamentos.

“As balizas de sinalização já estão cada vez mais fora a mostrar a zona que tem pouca altura de mar e aqui demandam navios de grande calado com 9 metros abaixo da linha da água e esses navios correm o risco de encalhamento”, alertou.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest