CDS exige presença de Conceição Estudante no Parlamento

O objetivo dos centristas é saber as razões da saída da Naviera Armas da linha entre Funchal e Portimão. 

O grupo parlamentar do CDS/Madeira vai requerer uma audição parlamentar, com carácter de urgência, à secretária regional da Cultura, Turismo e Transportes, Conceição Estudante, para que esta esclareça a questão das taxas portuárias pagas pelo operador Naviera Armas face às taxas portuárias pedidas a outros operadores e também as condições logísticas para a operação exigidas à Naviera Armas por oposição àquelas exigidas a outros operadores.

Os centristas alegam que a linha marítima entre Funchal e Portimão não implica custos para a Região e que tem contribuído muito “para dar mais opções de deslocação aos madeirenses, para a entrada de turistas provenientes de Portugal continental e do sul de Espanha e para a baixa do custo de frete no transporte de mercadorias e de viaturas”. Daí não entenderem as razões que estão na origem do abandono da linha Funchal/Portimão por parte do operador espanhol.

Com efeito a bancada parlamentar centrista quer que Conceição Estudante esclareça quais foram os esforços realizados pelo Governo Regional para manter a linha entre a Madeira e Algarve.

 

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest