Madeira procurou evitar a bancarrota

Acordo financeiro vem garantir a sustentabilidade da RAM, diz Jardim.

Governo Regional da Madeira apresenta o acordo financeiro estabelecido com a República. 1.500 milhões de euros é o valor do empréstimo, que se vence até 2031, com uma carência de capital de 4 anos, e uma taxa de juro igual à da República ante o financiamento da Troika.

“Foi um estado de necessidade”, face a inexistência de liquidez.

Alberto João Jardim explica que muitas das ideias pretendidas pelo Executivo Regional ficaram pelo caminho, como seja o aumento gradual do IVA. “Em 2012 e em 2013 a Região ainda apresentará défices, bem como acumulação de dívida, razão pela qual não foi possível, por exemplo, um aumento do IVA mais gradual”.

 

 

Pin It on Pinterest