Retoma do pagamento dos reembolsos ‘é um alívio’ (VÍDEO)

Foi retomado esta manhã o pagamento dos reembolsos das consultas e exames complementares de diagnóstico.

Ainda antes das 09h00, já havia na Rua das Pretas uma fila de cerca de meia centena de pessoas para receber reembolsos. “Felizmente, já fui reembolsada, após ter esperado na fila cerca de meia hora. Recebi 22 euros, mas para quem ganha 200 e tal euros esse dinheiro faz falta”, referiu Alegria Freitas.

Humberto Rodrigues também se encontrava na fila para receber dois reembolsos referentes  à primeira semana de Janeiro e ao dia 24 do mesmo mês. “Descontei 30 e tal anos para a ADSE. Pago as consultas e os exames adiantados e ainda tenho de estar à espera para vir receber o dinheiro que é meu por direito”, afirmou.

Humberto Rodrigues teme que situações do género venham acontecer com frequência no futuro. “Do jeito que a coisa vai, qualquer dia começamos a receber os ordenados e as reformas às prestações”, atirou.

Refira-se que os pagamentos estão a ser feitos de forma faseada, designadamente: de 2 a 3 de Fevereiro pagam-se os recibos emitidos de 5 a 6 de Janeiro;  de 6 a 10 de Fevereiro são efetuados os reembolsos  dos recibos emitidos de 9 a 13 de Janeiro;  de 13 a 17 de Fevereiro pagam-se os recibos emitidos de 16 a 20 de Janeiro; de 20 a 24 de Fevereiro são efetuados os reembolsos  dos recibos emitidos de 23 a 27 de Janeiro; e, finalmente, de  27 a 29 de Fevereiro pagam-se os recibos emitidos de 30 a 31 de Janeiro.

“A partir deste momento, estamos em condições de informar a população que os pagamentos irão ser feitos de forma normal. Estamos em estreita ligação com a Secretaria Regional do Plano e Finanças e penso que isto será um processo para ter a sua continuidade  dentro do quadro de normalidade”, garantiu a presidente do Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais (IASAUDE).

Ana Nunes explicou, ainda, que os pagamentos dos reembolsos de uma forma faseada permitem evitar grandes filas. “A ideia é não prejudicar a população, no sentido destas não perderem tempo em grandes filas e não conseguirem atingir o seu objetivo de receber o reembolso”, indicou.

Aquela responsável estima ainda que este mês o IASAUDE pague cerca de 150 mil euros relativos a 4 mil reembolsos referentes a consultas e exames complementares de diagnóstico.

Registe-se que, pelas 10h30, a fila junto ao edifício do IASAUDE já era praticamente inexistente.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

 

Pin It on Pinterest