Fim da tolerância é mau para o turismo da Madeira

A ocupação hoteleira na Madeira pode ser afetada pelo cancelamento da tolerância de ponto no Carnaval no continente.

O fim tolerância de ponto na terça- feira de Carnaval, 21 de Fevereiro, decretado na passada semana pelo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho pode ter repercussões na ocupação hoteleira da Madeira. Quem o diz é António Cruz, responsável pela Agência Abreu na Madeira. Em declarações ao CidadeNet o agente de viagens refere que a repercussão pode não ser muito significativa, uma vez, que o Carnaval não é o principal cartaz turístico da Madeira e os continentais “têm melhores carnavais”, no território nacional.

“Obviamente, que este tipo de decisões afetam sempre o turismo seja de que forma for. Não sei se os números serão muito significativos, o que posso dizer é que o problema atual da ocupação hoteleira na Madeira tem a ver com os meios disponíveis para chegar à ilha”, frisa. No que diz respeito ao mercado nacional António Cruz é da opinião que os continentais têm bons carnavais em Loulé e Torres Vedras e em tempo de crise não irão gastar dinheiro para vir à Madeira.

António Cruz considera que a tendência, no ano de 2012, é para a ocupação hoteleira cair porque às acessibilidades para chegar à Região são cada vez menos e a viagens tornam-se muito dispendiosas.

“O fim-do-ano já não foi famoso e 2012 será ainda menos famoso ao nível da ocupação hoteleira, não por culpa dos hoteleiros porque eles fazem um esforço enorme para oferecer boas tarifas ao mercado e os operadores que colocam o produto Madeira no mercado, o problema é o preço das viagens. É muito caro vir à Madeira”, adverte.

De notar, que o Governo Regional ainda não se pronunciou sobre se manterá, ou não, a tolerância na terça-feira de Carnaval.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest