A minha (in) cultura

Tenho assistido ultimamente a comportamentos inexplicáveis no que diz respeito à vertente cultural.

Mais recentemente fiquei estrondosamente chocado com acção de polícia de segurança pública, numa acção que considero abusiva à liberdade de expressão, aquando da 4.ª edição do evento Zonart Mural, sob o tema “Charles Chaplin “O Grande Ditador”.

Suponho, claramente, que essa pseudo-acção policial tem enredos do foro telemático e de incómodo indisfarçável de personagens “velhas” com visões culturais limitadas ao umbigo passageiro.

É assim. Por mais que se consideram visionários culturais ou artísticos carregam, no seu elementar mundo de ínsula pequena, sistemas de insegurança à criatividade cultural das novas e jovens vocações.

[twitter style=”vertical” float=”left”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest