Empresas de ‘mãos atadas’

O CDS quer que o Governo Regional diga às empresas quando é que as verbas do programa de ajustamento financeiro chegam à Região.

Lino Abreu recordou que já passaram mais de 60 dias após ter sido conhecida a carta de intenções do Governo Regional.

Porém, “hoje ainda não se sabe para quando é que o dinheiro está disponível junto das empresas”, frisou.

O deputado do CDS, que falava ontem à noite em Câmara de Lobos no âmbito das sessões de esclarecimento sobre o plano de ajustamento financeiro, apontou que “hoje se vive um momento de pânico” na economia regional, sendo que as pequenas e médias empresas “vivem numa situação insustentável” pois “não sabem quando” é que o governo pagará a quantia que lhes deve.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest