MPT prevê ano difícil

João Isidoro afirma que 2012 vai ser dos “anos mais difíceis para a vida das famílias, empresas e consolidação do emprego”.

Para nós o Orçamento Regional para 2012 está naturalmente condicionado às medidas de austeridade da troika e principalmente pelo acordo do plano de resgate entre o Estado e a Região”, apontou o dirigente do MPT, hoje em conferência de imprensa.

João Isidoro considera, ainda, que o Governo Regional é o “principal responsável” pela atual situação financeira da Madeira, pois sempre governou com maioria absoluta.

Quanto às soluções encontradas para se sair desta crise, essas são da responsabilidade do PSD e CDS devido às medidas contidas no Orçamento do Estado para 2012 e pelo plano de resgate imposto pelo PSD e do CDS à Região, bem como por um conjunto de medidas de austeridade que têm sido aprovadas na Assembleia da República”, denunciou o dirigente do MPT.

João Isidoro entende, assim, que o PSD e o CDS devem assumir perante os madeirenses que “são os responsáveis pelas medidas de austeridade, particularmente aquelas que vão constar do Plano e Orçamento Regional para 2012”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest