Comércio funchalense modernizou-se

Edson Zogbi considera que o comércio do Funchal está “mais moderno e dinâmico”, fruto da iniciativa +Comércio.

A segunda edição dos projetos +Comércio e PIAME i9 teve início no passado dia 16 de Fevereiro. Os referidos projetos, dinamizados pela ACIF-CCIM, visam promover a competitividade e produtividade nas empresas, bem como reforçar as qualificações dos seus recursos humanos.

Tendo uma duração de 6 meses, o +Comércio é um programa de formação e consultoria que visa promover a competitividade das empresas de comércio e serviços do centro do Funchal. Esta ação, que abrange cerca de 48 estabelecimentos comerciais, conta com 15 consultores que apoiam as empresas.

Por sua vez, o PIAME i9 é um projeto de intervenção consultiva e formativa, orientado para apoiar as micro e pequenas empresas localizadas fora do concelho do Funchal. Esta ação procura dotar 28 empresas de mecanismos que lhes permitam modernizar-se e reforçar os seus fatores de competitividade. Durante 5 meses (fevereiro a junho), 10 consultores acompanham os estabelecimentos participantes.

“Os dois projetos já estão em andamento, tendo a fase inicial uma componente mais teórica junto dos lojistas e empresários. Dentro em breve as ações vão começar a ser mais práticas, nomeadamente em termos promocionais e de animação dos estabelecimentos”, explicou Edson Zogbi.

O responsável pelos projetos destacou, ainda, que a primeira edição foi um sucesso. “Tivemos muita aceitação e a iniciativa gerou bons resultados para quem participou. O Flash Mob, a arte na rua e as ‘montras vivas’ foram algumas das ações que dinamizaram o comércio do Funchal”, sublinhou.

Edson Zogbi realçou também que os estabelecimentos que participaram na 1ª edição estão “visivelmente mais modernos, competitivos e muito mais vocacionados para servir o público”.

“A minha experiência em Planeamento, Marketing e Comunicação diz-me que aqueles que cruzaram os braços são os lojistas que agora estão a fechar. Por outro lado, os lojistas proactivos, empenhados e interessados em aprender procuram modernizar os seus estabelecimentos e acompanhar as tendências do mercado. Não importa a idade do lojista, importa sim a vontade de ir em frente”, concluiu Edson Zogbi.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest