Arrogâncias

O executivo do PSD de Santa Cruz volta, este ano, a reter as verbas para as juntas de freguesia, nomeadamente para Gaula.

Indenpendentemente da deliberação tomada por unanimidade em Novembro de 2011, e da avaliação e trâmites definidos em reunião com o presidente da câmara no início de Fevereiro de 2012, a vereação do PSD chega ao ponto de invocar a “vontade pessoal” para o cumprimento da deliberação.

A forma como esta vereação de Santa Cruz tem tratado o “primeiro rosto do poder local” revela um desrespeito pelas populações e pelas decisões tomadas por uma câmara que não tem maioria absoluta.

Por isso, pelo que transparece, aquela vereação age como se tivesse o “rei na barriga”. Apanharam-se servidos pelo voto da confiança e da unanimidade da oposição, aquando da votação do orçamento, e depois acham-se donos do dinheiro do povo.

Resta saber, pela forma como irresponsavelmente tratam os compromissos, se chegarão a perceber que, neste momento, são parte do problema e não da solução.

[twitter style=”vertical” float=”left”] [fbshare type=”button”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

Pin It on Pinterest