II Festival Literário da Madeira com balanço positivo

Organização quer internacionalizar o festival no próximo ano.

Termina esta noite o II Festival Literário da Madeira, na Ponta do Sol, no entanto, Paulo Ferreira, Booktailors da organização do festival fez, ao final da tarde, um balanço muito positivo a esta segunda edição. No final da última mesa redonda que estava para ser moderada pelo escritor e também secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, que por motivos desconhecidos não compareceu, Paulo Ferreira explicou que o balanço não podia ser mais positivo tendo em algumas áreas superado as expectativas.“O balanço é bastante positivo na medida em que a programação, este ano, refletiu um aumento de números de escritores e dias, o número de visitas da escolas e ainda uma ida à UMa que não estava contemplada no programa”, frisou, acrescentando que o público aderiu bem ao evento.

Este ano o Festival Literário da Madeira trouxe cerca de 25 escritores, dos quais, metade são internacionais, mostrando um pouco o tipo de festival que a organização quer implementar no futuro.“Queremos fazer um festival internacional com duas vertentes, por um lado, ter cada vez mais escritores internacionais aqui na Madeira e por outro lado fazer disto um festival internacional a par de outros congéneres noutros países”, considerou Paulo Ferreira. De acordo com o Booktailors este não é ainda o festival ideal, “estamos a meio caminho. Gostava muito que em Março do próximo a internacionalização do festival já tivesse mais implementada, sendo que a nossa ideia é depois fazer contactos com festivais congéneres, com editores internacionais de forma que o público profissional veja no Festival Literário da Madeira uma possibilidade de divulgar os seus autores”, concluiu.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest