Medicina legal na Madeira registou “avanços qualitativos”

Profissionais do Gabinete Médico Legal receberam Medalhas de Mérito. Coesão nacional saiu reforçada no 20 de Fevereiro.

Decorreu hoje, no Palácio de São Lourenço, a cerimónia de entrega de Medalhas de Mérito de Proteção e Socorro aos profissionais do Gabinete Médico Legal do Funchal, pelo trabalho realizado aquando da aluvião de 20 de Fevereiro de 2010.

Ireneu Barreto, Representante da República para a Madeira, realçou a coesão nacional que existiu naquela ocasião. “Em momentos em que, frequentemente, a falta de solidariedade representa um sinal dos tempos, foi reconfortante ver como, de imediato, o país se uniu em esforços para atenuar os efeitos da catástrofe”.

Apesar deste destaque individual aos profissionais do Gabinete Médico Legal do Funchal, no discurso ficou ainda uma palavra a todos aqueles que contribuíram para o ultrapassar da trágica situação da história regional.

“O louvor público de quem, desinteressadamente, esteve presente num momento de necessidade, não implica que esqueçamos as centenas de pessoas anónimas que, nos dias que se seguiram ao 20 de Fevereiro, estiveram envolvidas em inúmeros atos de socorro e solidariedade”.

O diretor do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, Duarte Nuno Vieira, fez questão de dizer que nas situações de catástrofe, quando o impensável inevitavelmente ocorre, “as comunidades e os estados têm, para com as famílias das vítimas, o dever ético e humanitário de colocar a recuperação e identificação dessas vítimas entre as suas prioridades”.

E foi isso que aconteceu na Região Autónoma da Madeira, a propósito do 20 de Fevereiro de 2010, onde os profissionais de medicina legal foram chamados a intervir. Aliás, no entender do responsável nacional, a Madeira é, sem dúvida, “umas das regiões do pais onde a medicina legal registou um dos mais significativos avanços qualitativos na última década”.

Duarte Nuno Vieira não esqueceu os agradecimentos ao Governo, através do Representante da República, pelo reconhecimento prestado a estes profissionais, dizendo que “é sempre reconfortante e estimulante vermos o nosso esforço e dedicação serem reconhecidos e sobretudo por aqueles que servimos”.

Também o secretário regional dos Assuntos Sociais, Francisco Jardim Ramos, usou da palavra para destacar o espírito de entreajuda vivido entre os madeirenses, assim como o alcance solidário nacional e internacional. O 20 de Fevereiro de 2010 foi um acontecimento que “provou a nossa capacidade de superação”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest