Cabrito com grande procura

No Domingo de Páscoa, o cabrito assado ou guisado é um prato que marca presença na mesa de muitos madeirenses.

Em declarações ao Cidade Net, Martinho Camacho, responsável pelo Talho O Caçador, referiu que a procura pela carne de cabrito foi grande. “Todo o cabrito que vendemos (10,99 euros/quilo) foi de origem regional, sendo que na Quinta-Feira Santa já não tínhamos mais para vender”, apontou.

Sem querer desvendar quantos quilos foram vendidos, o responsável pelo talho referiu apenas que, face ao actual tempo de crise, pensava que a procura iria ser menor. “Para nós foi uma agradável surpresa, uma vez que este ano a procura pelo borrego ou pelo cabrito foi enorme. Se tivéssemos mais, mais tínhamos vendido”, transmitiu.

No entender de Martinho Camacho, esta grande procura revela que os madeirenses continuam a manter viva uma tradição bem antiga que é comer cabrito no Domingo de Páscoa.

O responsável pelo Talho O Caçador destacou, ainda, que existe “uma grande diferença” entre o cabrito regional e o nacional. “O cabrito regional vem com o certificado de produto da Madeira, tem outro sabor e é muito mais fresco”, realçou.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest