CDU inicia jornada de trabalho pelo emprego

Comunistas vão analisar a realidade sócio-laboral da Região Autónoma da Madeira.

De 16 a 22 de Abril, os comunistas realizam uma jornada de trabalho para analisar a realidade sócio-laboral da Região Autónoma da Madeira e apresentar algumas soluções para travar este flagelo.

Hoje à tarde, após uma reunião da Direção da Organização Regional do PCP/Madeira, Edgar Silva mostrou-se bastante preocupado com a destruição do emprego. Contam-se mais de 21 mil desempregados inscritos no Instituto do Emprego da Madeira, com destaque para a população jovem.

“Face a este profundo agravamento da situação sócio-laboral, como não há memória na nossa história, é urgente uma resposta política”, afirmou o dirigente, acusando o Governo Regional de estar a contribuir para o encerramento de muitas empresas. A falta de pagamento aos fornecedores seria uma das soluções.

Na segunda-feira, a atividade diária termina junto ao Jornal da Madeira. O deputado comunista sublinhou que toda a população tem uma palavra a dizer sobre a deterioração do trabalhos e das condições de vida. “Vamos dar voz à denúncia e ao protesto, colocando estes problemas no centro da discussão”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest