“Não se esqueçam dos combatentes”

Repto deixado, hoje, aos governantes pelo presidente do Núcleo do Funchal da Liga dos Combatentes.

O Núcleo do Funchal da Liga dos Combatentes, em colaboração com as Forças Armadas, assinalou hoje o 94º aniversário da Batalha de La-Lys. Várias entidades civis e militares marcaram presença na deposição de flores no Monumento aos Mortos da Grande Guerra.

O Tenente-coronel Bernardino Laureano pediu, na oportunidade, uma atenção especial aos combatentes, principalmente quando as medidas impostas pelo Governo da República estão a cortar direitos essenciais, como sejam aqueles ligados à área da saúde.

“Não fazemos grandes críticas, mas pedimos apenas que olhem para os combatentes de forma diferente. Nesta altura, em muitos combatentes estão a entrar numa idade avançada, acentuam-se os problemas de saúde e também económicos”. E, por isso, a necessidade da solidariedade do Estado Português.

O presidente do Núcleo do Funchal da Liga dos Combatentes olhou para a prática militar da atualidade e destacou com a evolução tecnológica e humana. “O tempo passa e a modernização das coisas permite outras facilidades, até mesmo em termos do contacto com o inimigo é diferente. Aqueles que vão às missões de paz têm uma função diferente da nossa”.

Refira-se que, todos os anos, o Núcleo do Funchal da Liga dos Combatentes celebra a efeméride, para que aqueles momentos e os seus intervenientes não sejam esquecidos.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest