Carlos César condecorado no Brasil

O Presidente do Governo Regional qualificou de “impressiva celebração da ligação histórica e fraterna” entre os Açores e o Rio Grande do Sul a sessão que teve lugar no Palácio Piratini, sede do Governo daquele estado brasileiro.

Durante a sessão Carlos César foi condecorado com a Grã-Cruz da Ordem do Ponche Verde e subscreveu, em conjunto com o Governador Tarso Genro, um Memorando de Entendimento entre os Açores e o Rio Grande do Sul.

Afirmando receber tão importante distinção – a mais alta do estado – “com grande sentido de humildade e de honra” e em nome de todos os açorianos, nos Açores e na diáspora, o Presidente do Governo aludiu à ligação histórica entre os dois territórios para encontrar justificação para ela.

Como disse, o gesto “carrega consigo – através da História e, designadamente, do glorioso período que culminou em Ponche Verde – as ânsias e lutas deste povo pela liberdade e pela afirmação identitária do Rio Grande do Sul no conjunto deste imenso Brasil.”

Para Carlos César “esses são, sem dúvida, traços característicos que unem açorianos e gaúchos: a sua não resignação, a luta pela sua autodeterminação, a procura da sua felicidade pela valorização das suas diferenças e particularidades face a outros.”

O Memorando hoje assinado por Carlos César e Tarso Genro, estabelece o compromisso de promover a cooperação a todos os níveis nas áreas económica, logística, científico-tecnológica, cultural e educacional, sempre que esta possa contribuir para a proximidade institucional e cultural entre os Açores e o Rio Grande do Sul.

[twitter style=”vertical” float=”left”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest