‘Mentiras levaram à falência da Região’

Victor Freitas acusou hoje o presidente do Governo Regional de andar a mentir constantemente aos madeirenses.

O Governo Regional até ao momento não governou nem tomou uma única medida com impacto junto dos madeirenses, quer em termos económicos quer em termos sociais. As únicas medidas que têm sido tomadas até agora é para arrecadar impostos aos madeirenses”, denunciou o líder socialista, hoje numa conferência de imprensa integrada na iniciativa “Retratos dos erros da governação do PSD e propostas do PS contra a crise”.

Desta forma, Victor Freitas considera que a elevada carga fiscal paga na Região deve-se aos “erros da governação” social-democrata. “Os madeirenses são aqueles que em Portugal mais pagam impostos. E pagam mais devido a esta dívida colossal, que no início o presidente do governo chamava de ‘dívida abençoada’, mas que todos nós já percebemos que é uma ‘dívida maldita’”, frisou.

Se o Governo Regional, na opinião do líder do PS, “tivesse sido responsável e tivesse feito apenas obra necessária e sem loucuras”, hoje a Região não teria esta carga fiscal, nem se estaria “a sofrer as agruras de políticas que estão a levar os madeirenses e porto-santenses à falência”.

A Madeira está na falência e o resultado disso são empresas todos os dias a falir, os cerca de 22 mil desempregados e os milhares de madeirenses que estão a emigrar em consequência das más políticas e das mentiras do Governo Regional”, observou Victor Freitas.

Desta forma, o presidente do PS entende que chegou o momento do povo madeirense “se revoltar contra um governo que utiliza constantemente a mentira”, a qual é “responsável pela falência” da Região.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest