CDS contra aumento das taxas portuárias

Centristas insurgem-se contra o aumento das taxas no Porto do Funchal e defendem redução de taxas no aeroporto da Madeira.

 

O grupo parlamentar do CDS/Madeira esteve reunido, esta manhã, para discutir o aumento das taxas portuárias no Porto do Funchal que está a ser equacionado pelo Governo Regional. O líder do centristas madeirenses, José Manuel Rodrigues, considera inaceitável que o executivo madeirense aumente os custos dos transportes marítimos e dos transportes aéreos na RAM.

“O Governo Regional acaba de anunciar um conjunto de novas taxas e subidas de taxas no porto do Funchal que vão afetar claramente a economia regional e a mobilidade dos próprios madeirenses.

É inaceitável que um sector que está a emergir com algum crescimento como o mercado de cruzeiros venha agora ser taxado com novas subidas”, afirmou, acrescentando que isso provocaria “um estrangulamento da economia regional”. Os centristas estão também contra a prática de preços elevados nas taxas aeroportuárias do Aeroporto da Madeira. José Manuel Rodrigues defendeu a redução de taxas no aeroporto da Região. A solução segundo os deputados populares passaria pelo alargamento da concessão do aeroporto à ANAM, só assim a Região poderá praticar taxas aeroportuárias menos onerosos como as que são praticadas nos aeroportos do Continente e dos Açores.

Os centristas consideram que é incomportável que no preço de uma passagem de avião, ida e volta, entre a Madeira e Lisboa se pague mais de 100 euros só em taxas (aeroportuárias e de combustível). José Manuel Rodrigues lembrou que as taxas praticadas no aeroporto da Madeira são 50% superiores às praticadas no Açores e no Continente.

 [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest