“Madeira tem cerca de 40 mil desempregados”

A afirmação é do dirigente sindical Álvaro Silva que assegura que os números apresentados pelo Instituto de Emprego não são verdadeiros.

A União de Sindicatos da Madeira (USAM) anunciou esta tarde, em conferência de imprensa, que no Dia Mundial do Trabalhador, 1 de Maio, irá realizar uma manifestação junto ao edifício da Assembleia Legislativa da Madeira. A concentração está agenda para as 17h30 sendo que a manifestação tem início às 18h00 e irá percorrer a Avenida do Mar e das Comunidades Madeirenses, Rua Jerónimo Dias Leite, Rotunda do Infante, Avenida Arriaga, Rua de São Francisco, sendo que as duas intervenções sindicais previstas serão realizadas no Jardim Municipal, onde a partir das 10h00 há animação e comes e bebes para todos os trabalhadores que ali se queiram deslocar.

Na ocasião, o dirigente sindical e coordenador da USAM, Álvaro Silva, afirmou que os números apresentados, no mês de Março, pelo Instituto de Emprego sobre os desempregados na Região não são verdadeiros.

“O número de desempregados é superior aos 21 mil que corresponde ao números de inscritos, mas não são números verdadeiros. O verdadeiro número dos desempregados na Madeira é muito superior a isso, eu não mentiria se dissesse que está perto do dobro deste número, ou seja, 40 mil desempregados, números verdadeiramente assustadores”, declarou.

De referir que o lema deste 1º de Maio é “Contra o desemprego e a pobreza, lutar por direitos e pela autonomia”.

A USAM apela a todos os trabalhadores que saiam à rua no 1º de Maio para reivindicar os seus direitos.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest