“Eco Taxa” gera controvérsia

A aplicação de uma taxa sobre as embalagens não reutilizáveis está a gerar controvérsia no debate parlamentar.

A implementação de uma taxa de utilização de embalagens não reutilizáveis na RAM, denominada de “Eco Taxa” está a gerar alguma controvérsia entre os parlamentares, no hemiciclo, da Assembleia Regional. De lembrar que a proposta foi aprovada em Conselho de Governo com carácter de urgência. Os partidos da oposição estão contra a criação da referida taxa porque segundo defendem ela serve apenas para “o governo arrecadar mais dinheiro numa altura de crise”. O deputado do PS, Carlos Pereira, questiona o deputado social-democrata, Agostinho Gouveia, sobre o facto de a “Eco Taxa” ser só aplicada as embalagens de vidro quando o vidro é ainda um dos materiais de mais fácil reciclagem.

Agostinho Gouveia aponta que o Governo Regional com a aplicação da “Eco Taxa” tenciona arrecadar cerca de 3 milhões anuais. A oposição não acredita nos benefícios desta taxa e diz o GR quer “uma vez mais ir ao bolso dos madeirenses”. O PSD argumenta que não se trata de uma taxa para benefícios fiscais, mas sim uma medida ambiental.

[twitter style=”vertical” float=”left”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest