“Cuba Livre não pode ficar em águas de bacalhau”

Hélder Spínola acredita que a operação “Cuba Livre” vai ser contundente e apresentar resultados.

Hélder Spínola, dirigente do PND,esteve há instantes no Comando Regional da GNR, não para ser ouvido no âmbito do processo “Cuba Livre”, mas para entregar uma queixa relativamente ao aterro que está a ser feito, pelo Governo Regional, na Ribeira da Lapa, junto a entrada para o túnel do Curral das Freiras, que Hélder Spínola considera ser um atentando ambiental e então foi dar conta à GNR do sucedido.

Foi na qualidade de cidadão que o ambientalista se deslocou a Comando Territorial da Guarda Nacional Republicana na Madeira. À saída e instigado a comentar a sua opinião sobre as investigações que estão a decorrer, desde segunda-feira, na Madeira. no âmbito do processo “Cuba Livre” Hélder Spínola disse ao CidadeNet esperar que a investigação seja contundente e “que não fique tudo em águas de bacalhau”.

“Espero que esta investigação não tenha sido só um espalhafato mediático e que realmente as contas e as dívidas fiquem devidamente apuradas para não corrermos o risco de isto ser apenas um grande show-off”, declarou.

 

 

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

 

 

 

Pin It on Pinterest