Museu “Vicentes” abre-se à comunidade

O objetivo da iniciativa “Sábados no Museu” é dar a conhecer o espaço museológico, bem como os serviços que o mesmo presta ao público.

O Museu “Vicentes” esteve hoje aberto ao público, da parte da manhã, com entradas gratuitas. Trata-se de uma iniciativa que se enquadra no tema “Sábados no Museu” e que está integrada mas comemorações dos 30 anos da Photographia – Museu “Vicentes”, que decorrem durante o presente ano com um vasto leque de atividades.

“No último sábado de cada mês o museu abre-se à comunidade, entre as 10 e as 12h30, sempre com temas diferentes. Para além de proporcionarmos visitas guiadas aos visitantes, o objetivo desta iniciativa é dar a conhecer os serviços que prestamos à comunidade”, explicou Maria Helena Araújo, diretora do Museu “Vicentes”.

Assim, hoje os visitantes tiveram a oportunidade de conhecer como podem adquirir “retratos de família” e outras imagens que integram o acervo do Museu, o qual tem um espólio de mais de 800 mil fotografias. “Temos uma sala de consulta em que as pessoas podem fazer uma pesquisa dos seus antepassados (coleção “Vicentes”), entre 1884 até 1913. Na base de dados constam também imagens com vistas antigas da cidade do Funchal (coleção Perestrellos e coleção Foto Figueiras). Temos também imagens dos transportes antigos da Madeira, que se encontram disponíveis em álbuns”, descreveu Maria Helena Araújo.

Desta forma, as pessoas podem adquirir, mediante o preenchimento de um formulário, as imagens que constam da base de dados. A referida sala encontra-se em funcionamento desde 2008.

O serviço de base de dados, conforme referiu a diretora do Museu “Vicentes”, é muito procurado por cidadãos estrangeiros, nomeadamente por aqueles que tiveram antepassados que residiram na Madeira.

“Há outras pessoas que nos procuram porque querem fotografias de paisagens antigas para decoração, ou de hotéis ou de restaurantes. Paralelamente, também somos muito procurados por estudantes que vêm à procura de imagens para ilustrar trabalhos”, indicou Helena Araújo.

Aquela responsável referiu, ainda, que aquele espaço museológico é visitado anualmente por cerca de 5000 mil pessoas. “Só no passado mês de Março recebemos 518 visitas”, sublinhou.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest