USAM procura soluções para a precariedade social

Realiza-se, no próximo sábado, o 10º Congresso da USAM, com a presença de Arménio Carlos.

Austeridade, precariedade laboral, alterações ao Código do Trabalho, desemprego e plano de ajustamento financeiro. Estes e tantos outros tópicos vão marcar o 10º Congresso Regional da USAM – União de Sindicatos da Região Autónoma da Madeira, que decorrerá a 19 de Maio, no Funchal.

“Contra a precariedade, dignificar quem trabalha, garantir o futuro” dá o mote para a discussão dos sindicalistas e contará com a presença do secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, e de outros responsáveis nacionais.

Álvaro Silva, presidente da USAM, mostrou-se especialmente preocupado com o aumento do desemprego na Madeira, assim como com a inércia dos secretários regionais que tutelam a área, Jaime Freitas e Francisco Jardim Ramos. “Agora são dois, deviam trabalhar mais, mas ainda trabalham menos”, criticou.

O 10º Congresso da União de Sindicatos ficará igualmente marcado por uma renovação dos quadros regionais, com a saída de nomes como: Leonel Nunes, Assunção Bacanhim e Diamantino Alturas. E, neste contexto, o sindicalista falou nas dificuldades em encontrar jovens dirigentes, uma vez que o mercado de trabalho promove cada vez menos a contratação efetiva.

No próximo sábado, do auditório do Sindicato da Hotelaria, saíram novas formas de luta contra os governos regional e da república, sobretudo contra as medidas de exploração aos trabalhadores portugueses.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]


PUB