Juventude Popular debate sectores estratégicos para a Madeira

VII Congresso da Juventude Popular traça estratégias para as próximas eleições autárquicas.

O VII Congresso Regional da Juventude Popular decorre, hoje e amanhã, na Quinta do Furão, em Santana.

Na sessão de abertura, Miguel Pires da Silva, presidente da Comissão Política Nacional da Juventude Popular, falou sobre as responsabilidades dos jovens e exortou todos, sem exceção, a participarem ativamente na sociedade.

“Este congresso é de extrema importância. É aqui que se vai discutir não só o futuro da nova liderança, mas também moções sobre sectores estratégicos para a Madeira”, como seja o sector agrícola, o sector desportivo ou o sector marítimo.

No decorrer da intervenção, o líder da JP mostrou-se bastante preocupado com os níveis do desemprego, mas referiu que compete-nos encontrar soluções, até porque o País enfrenta uma situação difícil. “Temos que pagar uma dívida, dívida que não é fácil e não é pequena, fruto de outras governações, (…) mas temos de ser empreendedores”.

Miguel Pires da Silva acrescentou mesmo que são diferentes das restantes juventudes partidárias, pelo empenho que colocam na resolução dos desafios. Sobre a Juventude Popular Madeira, em concreto, destacou ainda o papel importante nos resultados obtidos pelo partido nas últimas eleições. “Se o CDS cresceu foi com a ajuda da JP”.

De referir que o VII Congresso Regional da Juventude Popular servirá também para traçar estratégias para as próximas eleições autárquicas. Amanhã, pelas 13h, terão lugar as intervenções do presidente da Juventude Popular, que será eleito, e do presidente do CDS/PP Madeira, José Manuel Rodrigues.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest