600 voluntários na campanha de recolha de alimentos da Cáritas [VÍDEO]

Campanha de recolha de alimentos, dias 26 e 27 de Maio, nas superfícies Pingo Doce e Continente Modelo.

Arranca amanhã a primeira das duas campanhas anuais de recolha de alimentos da Cáritas Diocesana do Funchal.

Quase 600 voluntários, de vários organismos públicos e sociais, estão envolvidos nesta ação que decorrerá em todas as lojas Pingo Doce da Madeira e do Porto Santo e em todas as lojas Continente Modelo, em conjugação com a Associação Abraço e a AdBrava.

“Esta decisão conjunta, de realizar uma só campanha, tem por objetivo potenciar a mesma e reforçar a parceria já existente entre as instituições de solidariedade social, não sobrecarregando os clientes com repetidas recolhas”, apontou o presidente da Cáritas Diocesana do Funchal, José Barbeito.

“Um pequeno gesto por uma grande causa” pretende assim responder aos problemas sócio-económicos que afetam, cada vez mais, as famílias madeirenses. “Já não temos a habitual franja que à porta da Cáritas bate a pedir apoio, uma boa parte oriunda de uma subsidiodependência geracional. Apresentam-se agora famílias ou pessoas que vivendo numa situação boa ou razoável viram a sua vida, de repente, desestruturada”.

Na conferência de imprensa, que reuniu também elementos do Exército, da PSP e da GNR, o responsável deixou bem claros os propósitos da campanha de recolha de alimentos, assim como manifestou total disponibilidade para colaborar com outras entidades ou instituições de solidariedade social.

“Fique claro que a Cáritas não pretende o exclusivo da solidariedade, pelo contrário encontra na diversidade de IPSS parceiras formas ricas de complementaridade, pois a verdadeira solidariedade faz-se da conjugação de esforços multidisciplinares”.

José Barbeito acrescentou ainda que esta situação de emergência social vai obrigar a medidas por parte de todas as entidades, mas sobretudo daquelas mais próximas, que possam identificar os crescentes casos de pobreza envergonhada.

Nos primeiros quatro meses de 2012, por exemplo, a Cáritas Diocesana do Funchal procedeu a 1302 apoios. Um número elevado quando comparado com os 792 casos registados no mesmo período de 2011.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”][twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest