Festas de São Vicente também “cortam nas gorduras”

Jorge Romeira diz que o evento é dinamizador do concelho, mas também das localidades circundantes.

As Festas do Concelho de São Vicente fazem-se, em 2012, com um orçamento bem mais reduzido.

“Nem outra coisa seria de esperar” face à conjuntura económica e social do município e da Região, referiu Jorge Romeira, presidente da Câmara Municipal de São Vicente, garantindo, no entanto, toda a qualidade a que sempre habituaram os residentes e os visitantes vindos de toda a ilha.

Paulo Gonzo, Deolinda e tributo a Sérgio Borges são alguns dos pontos altos do cartaz. “Estes nomes garantem completamente a qualidade da festa. Cortou-se nas gorduras, mas o programa vai ser cumprido”, garantiu o autarca, explicando que os artistas foram convidados a diminuir os ‘cachets’, por forma a garantir muitas das festas de Verão, aqui e no território continental.

Jorge Romeira observou mesmo que, apesar do investimento financeiro, as Festas de São Vicente têm sempre um grande retorno, dinamizando não apenas aquele concelho, mas as localidades circundantes.

“Para as festas de São Vicente, qualquer que tenha sido o orçamento, nunca é dinheiro desperdiçado. Há sempre um retorno. O lucro não fica na Câmara, obviamente, mas fica no concelho, em todo o comércio e serviços”.

De salientar que, para os dias da festa (21 a 26 de Agosto), já não existem camas disponíveis em São Vicente. “Temos, por norma, cerca de 7 mil dormidas por mês, mas no mês de Agosto esse número pode ultrapassar as 18 mil dormidas”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”][twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest