MPT quer melhor utilização da água

O partido considera que tem “havido negligência” por parte da IGA relativamente às águas disponíveis.

Hoje em conferência de imprensa junto ao Pavilhão da Torre em Câmara de Lobos, João Isidoro apontou que o governo fez naquele local, há cerca de 4 anos, um investimento para a captação de um furo de água. “O objetivo era a captação de água para ser usada como água potável. Porém, verificou-se que a água não tinha condições para ser usada para esse fim”, frisou.

No entanto, o dirigente do MPT considera que a referida água poderia ser aproveitada como água de rega, resolvendo, assim, o problema de muitos agricultores que se veem deparados com a seca causada pela falta de chuva.

Assim, João Isidoro refere que a infra-estrutura feita pela IGA poderia ser adaptada para o fornecimento de água de rega. “Trata-se de uma infra-estrutura que tem um motor potente e tem já uma canalização em ferro feita para o Pico da Torre. O que falta fazer neste momento, são duas coisas. A primeira é a construção de um tanque de alumínio inox e depois ligar o motor. Assim, a água será toda puxada para a zona do Pico da Torre”, observou.

Segundo o dirigente do MPT, a referida solução iria resolver o problema da falta de água para a agricultura nas zonas do Pico da Torre, da Palmeira e do do Serrado da Adega.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest