USAM denuncia intimidação da PSP

A União dos Sindicatos da Madeira levou ao Representante da República a tentativa de intimidação, por parte da PSP, aos seus dirigentes. 

A União dos Sindicatos da Madeira (USAM), entregou esta manhã ao Representante da República, Ireneu Barreto para a Madeira, a carta reivindicativa aprovada no último congresso daquele movimento sindical.

O documento entregue pelo secretariado da USAM reflete segundo, Álvaro Silva, da direção do sindicato, reflete algumas das preocupações da União de Sindicatos da RAM relativamente aos problemas que afetam, neste momento, os trabalhadores da Região, nomeadamente, o desemprego, e as dificuldades financeiras que afetam mais de 50 mil madeirenses.

Neste encontro, foi também abordada a perspetiva da USAM sobre alguns sectores mais sensíveis, como a hotelaria, construção civil e serviços.

“Nós comunicamos ao senhor representante que no sector do turismo há um descuido por parte do Governo Regional que no nosso entender não esta a ser devidamente acompanhado”, explicou. O aumento do IVA foi também um dos temas abordados, na audiência, sendo que Álvaro Silva disse temer que as pequenas e médias empresas que têm entre cinco e sete empregados não consigam fazer face ao aumento dos impostos e correm o risco de encerrar portas.

Outro dos assuntos abordados pela União de Sindicatos foi a questão da PSP estar a identificar os dirigentes sindicais, nas últimas iniciativas do movimento, uma atitude que os sindicalistas consideram provocatória.

“Achamos que isto é uma provocação com o objetivo de intimidar o movimento sindical”, denunciou Álvaro Silva. Da parte de Ireneu Barreto ficou o compromisso de uma intervenção junto do Comando Regional da PSP.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”][fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest