Incêndios já provocaram 94 vítimas

Só no período compreendido entre as 18h00 de ontem e as 09h00 de hoje o Serviço de Urgência do Hospital Dr. Nélio Mendonça recebeu 52 pacientes.

Desde as 22h00 do dia 18 de julho, altura em que foi ativado o nível 1 de catástrofe, o Serviço de Urgência do Hospital Dr. Nélio Mendonça já recebeu 94 pacientes vítimas dos incêndios que se têm feito sentir na Região.

“Podemos fasear esta situação numa primeira onda de 22 doentes, numa segunda onda, entre as 09h00 e as 18h00 desta quinta-feira, que envolveu mais 20 doentes. Os restantes 52 doentes deram entrada no período compreendido entre as 18h00 de ontem e as 09h00 de hoje”, apontou Pedro Ramos, esta manhã em conferência de imprensa.

O diretor do Serviço de Urgência do Hospital Dr. Nélio Mendonça avançou, ainda, que destes últimos 52 doentes, provenientes na sua maioria do concelho de Santa Cruz, o “hospital recebeu três vitimas já com situações de queimaduras de 1º e de 2º grau, simples e fáceis de tratar com uma evolução curta e que não têm necessidade de internamento”.

Aquele responsável informou também que outro doente deu entrada com uma fatura  na região lombar devido a uma queda. “Trata-se de um bombeiro que está internado, mas que também não inspira cuidados, precisa é de fazer repouso. Outra situação mais grave,  mas também controlada, foi provocada por uma intoxicação pelo fumo mais acentuada com monóxido de carbono e que obrigou, uma vez que o doente já apresentava algumas  alterações cognitivas, a realização de sessões hiperbáricas. O paciente fez ontem uma sessão ao fim do dia e hoje, pelas 08h00, já fez a segunda e já está perfeitamente controlado”, observou.

Pedro Ramos transmitiu, ainda, que o Serviço de Urgências já recebeu, até ao momento, 14 bombeiros e cinco crianças.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest